domingo, 20 de outubro de 2013

Hóquei: Taça Armindo Lamas arrancada a penalties pelo Valongo

Plantel para a época 2013/14

 A Juventude de Viana deixou escapar pela primeira vez a taça Armindo Lamas, que vai na terceira edição. Perante o Valongo a equipa de Viana, em dia de apresentação aos sócios, foi infeliz. Depois de um empate no tempo regulamentar (9-9), na marca de grande penalidade as contas foram favoráveis ao Valongo, 10-11 ficou assim fixado o resultado final. 

Certamente não é pelo resultado que a Juventude quer que os seus adeptos criem a imagem quanto à equipa que vai trajar de laranja na época 2013/14 e voltar a figurar no escalão maior do hóquei nacional, até porque a exibição mostrou uma Juventude com garra e com argumentos para discutir os jogos mano a mano.

A entrada da equipa vianense neste encontro não decorreu da melhor forma já que não conseguia organizar jogo porque deparou-se com um Valongo com boa circulação de bola e a não deixar jogar o adversário. Passados 5m de jogo já a equipa vianense perdia 0-2. No entanto do lado da Juventude também havia na manga um Luís Viana de pontaria afinada e com sede de jogos. Por sua conta ficaram 6 dos golos da Juventude no tempo regulamentar. Joel Coelho, André Centeno e João Pinto também fizeram o gosto ao stick com um golo cada.

Ao intervalo a Juventude conseguiu mesmo sair a ganhar pela margem mínima (4-3). De facto a segunda parte começou com um crescimento da equipa de Viana e com Pedro Sampaio a fazer rodá-la integrando “a velha guarda da época transacta”. Todo o jogo foi intenso com muita procura de bola, muito contacto - com a mostragem até de um cartão azul para cada um adas equipas - muita contestação da arbitragem, o público entusiasmado e as equipas num verdadeiro braço de ferro.

Tanto a laranja mecânica ganhava por 5-3 como em 5 minutos o resultado já mostrava um empate (6-6). Volvidos 15m da segunda parte o Valongo passou para a frente do marcador e ganhava por 6-7, através de um livre direto. Foi Luís Viana que colocou ordem de novo na casa e deu o empate à Juventude.
Momentos do jogo

Os minutos finais foram portanto electrizantes. Quando faltam jogar 3m o placard assinalava 8-8 e à passagem do 1:47s para o final o goleiro de serviço ainda passou a Juventude para a frente (9-8). Quando todos contavam que o resultado final desse a taça à equipa de Viana, e a faltarem apenas 12s para o final, o Valongo terminou com essa esperança por intermédio de João Silva, num livre direto controverso

Para a história, conta que com uma salva de palmas o Valongo levou a taça nas grandes penalidades, convertendo duas enquanto a Juventude só consumou uma por intermédio de Joel Coelho.

Em 2011 a Juventude tinha ganho perante o FC Porto e na época passada tinha batido o HC Braga. Na lotaria das grandes penalidades ficou sem esta taça, mas apresentou um plantel que dá garantias para que a equipa conquiste a manutenção.


Vídeo com os últimos penalties que decidiram a III Taça Armindo Lamas
video
ATENÇÃO: vídeo com má qualidade de imagem e som!



Marisa Ribeiro

Sem comentários:

Enviar um comentário

O Desporto em Viana publicará na integra os comentários devidamente identificados. Os textos que não respeitem esta condição serão analisados, ficando a sua publicação pendente do teor dos mesmos.